Ozonioterapia

Ozonioterapia

Já ouviu falar em Ozonioterapia?

Uma técnica complementar na medicina veterinária que consiste em transformar o oxigênio puro (O2) em ozônio (O3) para uma forma terapêutica. Dentre seus efeitos podemos citar o aumento de antioxidantes endógeno, aumento de oxigenação do organismo, anti-inflamatório, alivio de dores, imunomodulador, antimicrobiano e cicatrizante.

E para o que é indicado?

Ela é indicada no tratamento complementar de diversas doenças. Aqueles animais que precisamos aumentar a imunidade, animais que estão com alguma inflamação crônica, dores crônicas, doenças auto-imunes. Citarei aqui também algumas das patologias indicadas: doença do disco intervertebral, espondilose, osteoartrites, tendinopatias, artrites sépticas, discoespondilites, sepse, osteomielite, feridas contaminadas, infecção do trato urinário, fistulas e abscessos, piodermites, dermatopatias alérgicas, papilomas, artrite reumatoide, doença intestinal inflamatória crônica, diabetes, insuficiência renal crônica, doenças isquêmicas, tratamento de feridas e escaras de decúbito, queimaduras, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), ceratoconjutivite seca, hepatopatias, doenças neurodegenerativas, câncer e efeitos colaterais de quimioterapia.

Quando é contra-indicado?

Animais debilitados ou com grande estresse oxidativo, animais com anemia e hipertiroidismo não tratado.

Os efeitos da ozonioterapia são rápidos?

A resposta varia de acordo com o paciente e com a patologia. Dependendo do caso temos efeitos bastante rápidos, uma resposta na segunda sessão, como para controle de dor. Porém existem casos em que precisamos de um número maior de sessões para termos uma boa resposta.